Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




ARQUIVO - NO MUNDO DOS FAMOSOS
 


Entrevista Especial com MARINA RUY BARBOSA

 

Hoje vai ao ar pela tela da TV Globo mais um episódio da série “Amorteamo” e hoje também vai ao ar pelo portal “No Mundo dos Famosos” mais uma “Entrevista Especial”. E a nossa entrevistada de hoje é justamente a protagonista dessa série que está fazendo o maior sucesso. Ela começou a carreira de atriz ainda criança, deu vida a personagens notáveis e provou pra todos que nasceu pra brilhar, pois é dona de um talento único. Minha entrevistada é a querida e belíssima atriz MARINA RUY BARBOSA.

“Embora eu seja muito nova eu fico muito feliz em estar realizando meus sonhos, estar conquistando meu espaço e melhor: fazendo o que eu amo que é atuar.”

(Marina Ruy Barbosa)

Jéfferson Balbino: Você começou sua carreira de atriz desde criança quando fez uma participação na novela “Sabor da Paixão”... Como foi estrear tão nova na TV?

Marina Ruy Barbosa: Foi muito bom... Na verdade comecei na Globo quando fiz “Começar de Novo” que foi a minha primeira novela num elenco fixo. Embora antes desse trabalho que já tivesse feito algumas pequenas participações...

Jéfferson Balbino: Como você se sentiu ao entrar pela primeira vez no Projac?

Marina Ruy Barbosa: Eu fiquei muito impressionada quando eu entrei pela primeira vez no Projac, pois vi que lá era mesmo uma fábrica de sonhos, porque lá é onde a gente faz tudo virar realidade.

Jéfferson Balbino: E como é ser considerada uma das melhores atrizes de sua geração?

Marina Ruy Barbosa: Fico muito feliz... Embora eu seja muito nova eu fico muito feliz em estar realizando meus sonhos, estar conquistando meu espaço e melhor: fazendo o que eu amo que é atuar.

Jéfferson Balbino: E como é trabalhar na maior emissora de TV do país?

Marina Ruy Barbosa: Uma delícia... É muito bom fazer parte dessa família, desse ‘time’.

Jéfferson Balbino: Você aceitaria um eventual convite para trocar de emissora?

Marina Ruy Barbosa: Acho que não, pois eu cresci e aprendi muita coisa na Globo, conheço muita gente e tenho muito orgulho de trabalhar na Globo. Trabalho na Globo desde os 11 anos então muita gente me viu crescer lá... Eu não me vejo em outra emissora!

Jéfferson Balbino: Você saiu da novela “Império” direto para a série “Amorteamo”. É ruim ter que emendar um trabalho no outro sem antes descansar a imagem?

Marina Ruy Barbosa: Não... Emendei “Império” com a série “Amorteamo”, mas foi muito bom, principalmente, porque todos gostaram do resultado da série. Foi um trabalho super especial, diferente e por isso que foi um desafio.

Jéfferson Balbino: E a série está fazendo um enorme sucesso tanto de público quanto de critica... A que você atribui esse imenso sucesso?

Marina Ruy Barbosa: Tem muita coisa junto, né?! É uma série de terror, de expressionismo, tem sotaque... Então tem muita coisa diferente e por isso que me trouxe uma experiência muito grande, muito boa, pois saí da minha zona de conforto e eu não sei quando poderei fazer novamente algo tão diferente como foi fazer “Amorteamo” até porque eu já vou fazer outra mocinha em novelas nesse ano...

Jéfferson Balbino: E como está sendo dar vida à protagonista Malvina?

Marina Ruy Barbosa: A Malvina foi uma personagem muito diferente, nunca havia feito nada igual. E fazer essa personagem foi muito bom pra mim como atriz.

Jéfferson Balbino: E como será a mocinha que você fará em “Totalmente Demais” que será a próxima novela das sete da Globo?

Marina Ruy Barbosa: Eu não sei se posso falar muito sobre esse trabalho até porque a atual novela das sete estreou agora... O que posso dizer é que estarei no núcleo da Juliana Paes e com o Fábio Assunção.

Jéfferson Balbino: O que você pretende fazer antes de emendar mais um trabalho?

Marina Ruy Barbosa: Eu pretendo viajar...

Jéfferson Balbino: Sempre saí alguma notícia sua na Imprensa relacionada a sua vida amorosa... Você se incômoda com esse tipo de notícia ao seu respeito?

Marina Ruy Barbosa: Não... Já estou acostumada, às vezes, dou até risada porque especulam muita coisa que na verdade não tem nenhum fundamento.

Jéfferson Balbino: E você é uma atriz que gosta de assistir novelas? Quais foram às melhores novelas que você assistiu?

Marina Ruy Barbosa: Sim, adoro assistir novelas... Deixa eu pensar, pois são tantas novelas que eu gostei... Agora, recentemente, “Avenida Brasil”, adorei também “Senhora do Destino”, do Aguinaldo Silva, foi uma novela que me marcou mesmo eu sendo ainda muita nova. E tantas outras que eu assistia e adorava...

Jéfferson Balbino: Querida, muito obrigado pela entrevista, foi uma honra ter você aqui “No Mundo dos Famosos”...

 

Marina Ruy Barbosa: Obrigada você...



Escrito por No Mundo dos Famosos às 18h02
[] [envie esta mensagem
] []





Entrevista Especial com JOSÉ LORETO

 

Hoje eu entrevisto uma das grandes promessas da dramaturgia brasileira. Ele é ator, formado em cinema, já trabalhou como segurança dos famosos Stevie Wonder e Gisele Bündchen durante o período que morou nos Estados Unidos e atualmente vem construindo uma sólida e promissora carreira de ator. A “Entrevista Especial” de hoje do “No Mundo dos Famosos” é com o talentoso ator JOSÉ LORETO.

“Acho que os meus papéis vieram sempre na hora certa...”

(José Loreto)

Jéfferson Balbino: Recentemente, você fez uma participação especial no “Show dos 50 Anos”, da TV Globo. Como foi fazer essa participação tão simbólica?

José Loreto: Adorei ter participado daquela comemoração dos 50 anos da Globo. Foi muito bom!

Jéfferson Balbino: Você que já está na Globo à algum tempo, também participou da comemoração dos 40 anos da emissora?

José Loreto: Eu estou na Globo há 10 anos. Mas infelizmente não participei da comemoração dos 40 anos (risos), mas adorei ter participado da comemoração dos 50.

Jéfferson Balbino: Quais são seus maiores ídolos?

José Loreto: Um dos maiores ídolos que eu tenho é o seu Tony Ramos que é pra mim uma referência e não somente como ator, mas principalmente como ser humano, ele é fenomenal. Mas são muitos meus ídolos...

Jéfferson Balbino: E como é o José Loreto fã? É tiete (risos)?

José Loreto: Sou tiete com meus ídolos sim (risos)... Gosto de tirar fotos com essa galera da antiga e adoro reencontrar a geração mais jovem com quem eu sempre faço novelas...

Jéfferson Balbino: Qual foi o papel mais marcante de sua carreira?

José Loreto: Não tenho um em específico, pois cada personagem que fiz tem uma importância pra mim.

Jéfferson Balbino: E você sonha com um tipo específico de personagem?

José Loreto: Acho que os meus papéis vieram sempre na hora certa, como o Marcão na “Malhação”, em 2005, que foi o primeiro pezinho meu nessa escola onde fiquei 2 anos fazendo esse personagem. Por isso não procuro correr atrás do personagem ideal...

Jéfferson Balbino: Embora tenha pouco tempo de carreira você deu vida a tipos distintos de personagens, ?

José Loreto: Depois de “Malhação” fiz várias participações em novelas e em séries até vir “Avenida Brasil” que foi todo aquele estouro para todo o elenco onde fiz aquele personagem que me abriu muitas portas, foi muito importante, pois me levou a ser convidado para fazer outros tipos de personagens.

Jéfferson Balbino: Podemos dizer que o Dárkson de “Avenida Brasil” foi o ‘divisor de águas’ da sua carreira?

José Loreto: Sim... Talvez se eu não tivesse feito o Dárkson em “Avenida Brasil” eu não teria tido a oportunidade para fazer o Candinho em “Flor do Caribe” que era o oposto do Dárkson.

Jéfferson Balbino: E como você descobriu sua verve para a comédia?

José Loreto: Acho que foram os diretores que viram que eu poderia ser versátil e fazer tanto drama quanto comédia.

Jéfferson Balbino: Você também deu vida ao Pedro em “Boogie Oogie” que era um vilão, ?

José Loreto: Sim... Também já fiz um vilão...

Jéfferson Balbino: Você acredita que o fato de ter feito tipos distintos de personagens foi o que contribuiu para você alcançar sua maturidade cênica embora tenha, relativamente, pouco tempo de carreira?

José Loreto: Eu acho que eu dou muita sorte, pois pego sempre um personagem muito diferente do outro o que para o ator é ótimo, pois contribui muito para a nossa formação.

Jéfferson Balbino: E entre todos os seus personagens tem algum que você tem um carinho um pouco mais especial?

José Loreto: Acho que não dá pra eu escolher apenas um único personagem como o melhor, pois são personagens muito distintos talvez se eu tivesse feito só personagens iguais, com o mesmo estilo, daí seria possível eu citar apenas um. Por isso não dá mesmo pra eu escolher.

Jéfferson Balbino: E como foi contracenar com uma cabra na novela “Flor do Caribe”?

José Loreto: Foi muito interessante, principalmente pelo fato da cabra não ser um animal doméstico o que tornou tudo ainda mais enriquecedor.

Jéfferson Balbino: Mas houve alguma dificuldade?

José Loreto: Não é que houve dificuldade, mas digamos que foi muito mais desafiador, pois exigiu de mim muito mais atenção. Às vezes eu tinha que improvisar o que para o ator é um exercício muito instigante.

Jéfferson Balbino: Sua última participação em novelas aconteceu em “Boogie Oogie”. Já tem algum novo projeto?

José Loreto: Por enquanto o filme do José Aldo... Estou desde novembro do ano passado me preparando.

Jéfferson Balbino: Será lançado nesse ano ainda?

José Loreto: Deve ser lançado no ano que vem...

Jéfferson Balbino: José, muito obrigado por conceder essa entrevista ao “No Mundo dos Famosos”. Abraço e muito mais sucesso!

José Loreto: Valeu cara, abraço!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Escrito por No Mundo dos Famosos às 11h02
[] [envie esta mensagem
] []





TV Tudo: MASTERCHEF por Jean Marcos Rivelles

MASTERCHEF: A PITADA CERTA PARA UM PROGRAMA BEM SUCEDIDO

Resultado de imagem para masterchef é bom

 

Vamos deixar um pouco as novelas de lado e falar do reality show mais rico em conteúdo na atualidade. Não, não é o BBB. Aí já é zoeira...

Queria um programa de competição que envolvia culinária e delícias da cozinha? A Band atendeu como quis esse pedido, e em 2014 lançou a versão brasileira do MasterChef. Era a volta da emissora nas apostas dos realities, que vieram com força ao Brasil no início dos anos 2000, cuja última tentativa da emissora paulista foi o fracassado Busão do Brasil.

O MasterChef é um programa de sucesso dos Estados Unidos e já foi exportado para dezenas de outros países. Chegou ao Brasil como grande e visionária aposta, numa época em que a Band enfrentava (ainda enfrenta) contenção de gastos. Trouxe ninguém menos que a jornalista Ana Paula Padrão (ex-Globo, SBT e recém-saída da Record) para comandar o programa. E mais três chefs de cozinha populares para os entendedores de gastronomia. O francês Erick Jacquin (figuraça), a argentina Paola Carosella e Henrique Fogaça (mil e uma tatuagens).

Na primeira temporada, o sucesso veio em audiência e faturamento, ótima repercussão na internet e elogios da crítica. O último episódio, que consagrou a produtora Elisa Fernandes como vencedora, saboreou (sem trocadilhos) a liderança no Ibope, até porque foi feito ao vivo. Muito repercutiu a ajuda de seu pai ao abrir um frasco, o que terminantemente é proibido em diversas outras versões. Independente disso, foi uma bela final, que aguçou mais a curiosidade do fanático telespectador sobre uma futura segunda temporada.

E ela veio cedo em 2015, ainda na metade do ano. Um elenco de 18 participantes definidos em dois episódios, aliados a uma incrível variedade de pratos e guloseimas extravagantes, mas com certeza deliciosas (hummm!). A destacar uma participante vinda lá da China, e outra que não tem uma das mãos, além de um piloto policial de helicópteros, que por coincidência chama Hamilton.

A audiência já está na casa dos 5 pontos, ótimo para os padrões Band. É esperar pra ver a grande final, prevista para setembro, o que vai chover de elogios da crítica. Seja televisiva ou gastronômica.

 

Delícia de programa, delícia de conteúdo. Vale à pena conferir de perto!

 

 



Escrito por No Mundo dos Famosos às 16h39
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]