Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




ARQUIVO - NO MUNDO DOS FAMOSOS
 


Entrevista Especial com NATHÁLIA RODRIGUES

 

Hoje eu tenho a honra de entrevistar uma atriz que estreou na televisão ainda criança como assistente de palco do programa “Show Maravilha”. Ainda na infância, seguiu a carreira de modelo, mas foi na adolescência que começou a investir na carreira artística cursando teatro e, posteriormente, se formou na Escola de Arte Dramática da USP. Sua estreia em novelas aconteceu em “Desejos de Mulher”, em seu segundo trabalho já viveu uma vilã, a Carla de “Malhação” e daí por diante foi trilhando uma carreira bem sucedida repleta de personagens marcantes como a Taíssa de “Alta Estação” e a Suelen de “Chamas da Vida”, ambas na Rede Record. Já em 2011, ela retorna à teledramaturgia da TV Globo fazendo uma rápida participação em “Insensato Coração”. Em 2013, ela dá vida a enfermeira Elenice na novela “Amor à Vida” e atualmente vive Estela na nova novela das onze “Verdades Secretas”. Paralelo e em consonância à carreira televisiva a nossa entrevistada de hoje tem também uma brilhante trajetória no cinema e no teatro e não é segredo pra ninguém que sua predileção será sempre os sagrados palcos do teatro. A “Entrevista Especial” de hoje do “No Mundo dos Famosos” é com a talentosa e belíssima atriz NATHÁLIA RODRIGUES.

“Eu nunca fui apegada com as minhas personagens...”

(Nathália Rodrigues)

Jéfferson Balbino: O que a Estela de “Verdades Secretas” tem de diferente de todas as outras personagens que você fez ao longo de sua carreira?

Nathália Rodrigues: Acho que a seriedade, pois ela é muito séria (risos).

Jéfferson Balbino: E ela pertence ao grupo das personagens vilãs ou das boazinhas?

Nathália Rodrigues: Acredita que não sei ainda se ela vai ser uma personagem vilã ou mocinha (risos)?! Só sei que ela é séria...

Jéfferson Balbino: Sua personagem anterior, a Elenice da novela “Amor à Vida”, teve que sair antes do previsto da novela. Quando ocorre esse tipo de eventualidade te desagrada?

Nathália Rodrigues: Realmente não estava previsto aquela saída prematura da minha personagem na novela, mas não me desagradou não, foi ótimo... Foi super tranqüilo até porque sou apenas uma peça no jogo e ele [o autor, Walcyr Carrasco] precisou tirar alguém e tirou eu e ficou tudo bem...

Jéfferson Balbino: Mas você não ficou triste e/ou chateada de ter que deixar a personagem que estava te acompanhando?

Nathália Rodrigues: Não... Eu nunca fui apegada com as minhas personagens... O importante pra mim é estar trabalhando. Se eu tiver contratada não me importa se estou ou não no ar. Eu recebendo todo mês está tudo certo (risos).

Jéfferson Balbino: Você me disse que nunca foi apegada à personagem... Com o que você tem apego na sua vida?

Nathália Rodrigues: Eu nunca fui apegada a nada na minha vida, muito menos a personagem...

Jéfferson Balbino: Mas ao longo de sua carreira não houve nenhuma personagem que você gostou muito de fazer e que por isso nutre um carinho especial?

Nathália Rodrigues: Tem, mas foi no Teatro. Em televisão não houve nenhuma, pois sou mega desapegada.

Jéfferson Balbino: E porque somente seus trabalhos no teatro que você consegue estabelecer um vínculo afetivo diferente dos seus trabalhos em televisão?

Nathália Rodrigues: Porque no teatro eu só faço os projetos que eu quero fazer, ou seja, eu posso escolher as personagens que eu quero dar vida.

Jéfferson Balbino: Tem um trabalho seu em novelas que eu gostei demais que foi a Taíssa em “Alta Estação”. Inclusive quando eu entrevistei a Andrea Horta ela me disse que adorou fazer essa novela, sobretudo, pelo entrosamento de toda a equipe envolvida. E como foi para você fazer essa inesquecível novela?

Nathália Rodrigues: Foi normal... Pra mim foi apenas mais um trabalho. Fez parte da minha adolescência, foi um trabalho bom, mas outros vieram.

Jéfferson Balbino: Atualmente vem sendo reprisada pelo Canal Viva a temporada de “Malhação” que você deu vida a vilã Carla. Como é se rever 12 anos depois?

Nathália Rodrigues: É tão engraçado que tem hora que eu falo: “Como é que alguém me deu oportunidade?”. Eu era ruim pra caralho (risos).

Jéfferson Balbino: Na televisão, a partir de que momento você se considerou uma boa atriz?

Nathália Rodrigues: Eu não me considero uma boa atriz, pois eu ainda estou aprendendo. Eu espero me tornar uma boa atriz aos 60 anos (risos). O ator nunca é bom suficiente, ele só vai ser bom suficiente quando se aposentar.

Jéfferson Balbino: Quais são seus maiores ídolos na dramaturgia brasileira?

Nathália Rodrigues: [pausa] Acho que de certa forma todos que eu já trabalhei.

Jéfferson Balbino: E com que você ainda não trabalhou e que gostaria muito de trabalhar?

Nathália Rodrigues: Eu gostaria muito de trabalhar com um diretor de teatro que se chama João Fonseca. Eu gostaria muito de fazer uma peça de um autor que se chama Jô Bilac. E gostaria demais, demais e demais de trabalhar no teatro com o Genésio de Barros.

Jéfferson Balbino: Você ainda está em cartaz no Teatro, né?

Nathália Rodrigues: Sim... Eu estou em cartaz até fevereiro [de 2016]. E até agora 74 mil pessoas já nos assistiram com a peça “Caros Ouvintes”.

Jéfferson Balbino: E como está sendo conciliar as gravações da novela com o espetáculo?

Nathália Rodrigues: Felizmente está sendo bem tranqüilo.

Jéfferson Balbino: Você gostaria de ser uma atriz apenas de teatro?

Nathália Rodrigues: Eu sou uma pessoa apaixonada por teatro, né?! Mas eu gosto também de fazer TV.

Jéfferson Balbino: E está nos seus planos dirigir alguma peça?

Nathália Rodrigues: Sim, mas ainda é cedo...

Jéfferson Balbino: E você é uma atriz que assiste novela também?

Nathália Rodrigues: Não... Eu assisto muito pouco!

Jéfferson Balbino: Por quê?

Nathália Rodrigues: Porque eu gosto muito de ler e aí eu vejo muito pouco televisão porque o tempo que eu tenho pra ficar em casa eu estou lendo alguma coisa, mas quando eu posso eu assisto sim!

Jéfferson Balbino: E o que é mais gratificante na carreira de atriz?

Nathália Rodrigues: Eu ter oportunidade na vida de me sustentar com a profissão que eu escolhi.

Jéfferson Balbino: Querida, adorei falar com você. Muito obrigado por conceder essa entrevista para o “No Mundo dos Famosos”. Um grande beijo!

 

Nathália Rodrigues: Obrigada você Jéfferson, um beijo!



Escrito por No Mundo dos Famosos às 12h05
[] [envie esta mensagem
] []





TV Tudo por Jean Marcos Rivelles

VERDADES SECRETAS SURPREENDE NA PRIMEIRA SEMANA


O horário das 23hs voltou com tudo no dia 8. Reinaugurado em 2011, esse horário presenciou remakes de grandes sucessos dos anos 70 da Globo. O Astro, Gabriela, Saramandaia e O Rebu, cada uma fazendo o seu sucesso que merecera.

Para 2015, dessa vez nada de remake, e sim uma obra inédita e repleta de ousadia, que a emissora pedia para o horário. Na escalação, Walcyr Carrasco (que já fez o remake de Gabriela, e, como tem mandado a vera no time de autores da Globo, voltará ao horário das seis em 2016), dono de folhetins tradicionais, repleto de amor, comédia e puro valor.

Pois esqueça tudo o que já viu dele, e assim apresenta-se Verdades Secretas. Que boa surpresa! É claro que não viro fã da nova novela logo de cara (como aconteceu com I Love Paraisópolis), precisa ter paciência para o que vir pela frente e tudo mais. A primeira semana mandou ver na agilidade.

A história de Arlete, interpretada pela estreante Camila Queiroz (ótima), que sonha em ser modelo aos 16 anos, sob a relutância da mãe, Carolina (Drica Moraes, bem no papel que seria de Déborah Secco, que engravidou). Depois de descobrir que o pai, Rogério (Tarcísio Filho) tinha outra família, mãe e filha, junto com a avó Hilda (Ana Lúcia Torre), saem do interior rumo à São Paulo em busca de vida melhor. Que só piora quando a casa onde estão vivendo pode ser penhorada.
E enquanto Arlete realiza seu sonho, mas descobre ao mesmo tempo um mundo de perversidades vividos por outras modelos, a vida da jovem muda repentinamente. Aliado à isso, ela vive um romance com um rapaz que já está de caso com outra namorada, para total decepção. Ela, que adota o nome Angel, lutará por todas as adversidades que enfrentar até o fim. Inclusive ter que passar pela triste realidade da prostituição.

Na agência de modelos, destaque para a dona de tudo, Fanny Richard, que marca a triunfal volta de Marieta Severo às novelas, após quase 15 anos de A Grande Família. E logo com quem ela volta a contracenar? Isso mesmo, Reynaldo Giannechinni, parceiro de muitas cenas de Laços de Família... Outro que se destacou (e muito) foi o olheiro das novas modelos, Visky (Rainer Cadete), mais afeminado que uma borboleta. Surpreendente interpretação de Rainer, que precisa andar até de salto alto por conta do personagem. Com ele não tem tempo ruim. Nem coisa feia no seu caminho.

Voltando ao mote principal, Verdades Secretas tem tudo para causar como novela inédita, em horário apropriado. Temas fortes que envolvem jovens da alta sociedade são vistos como uma boa ousadia de Walcyr para a nova história. E com isso a repercussão foi positiva. Tanto que, de supetão, para o segundo capítulo, a Globo resolveu inverter os horários da linha de shows, para exibir Verdades logo após Babilônia, no intuito de turbinar tanto a audiência de uma como da outra (que segue lá em baixo).

Se persistir essa estratégia, deve dar bom retorno durante os próximos três meses de exibição. A novela tem potencial para prender o mais assíduo telespectador. Incluindo eu! :)

Só lembrando: a novela das onze prevista até tempo atrás era Sete Vidas, de Lícia Manzo. O departamento dramatúrgico da Globo achou tão bom que "promoveu" a história para o horário das seis. Dando boa audiência, era prevista de qualquer forma sua pouca duração, já que foi feita para outro horário. A trama acaba em 10 de julho. Vem aí Além do Tempo, de Elizabeth Jhin. Os teasers começaram a ser exibidos neste domingo.


Escrito por No Mundo dos Famosos às 12h01
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]