Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




ARQUIVO - NO MUNDO DOS FAMOSOS
 


Entrevista Especial com SANDRA DE SÁ

 

A “Entrevista Especial” do “No Mundo dos Famosos” de hoje é com uma das maiores vozes do Brasil. Quando criança ela sonhava em se tornar psicóloga, mas felizmente a vida a levou para o caminho da música. Com uma voz grave e potente é, sem sombra de dúvidas, uma das maiores cantoras da Música Popular Brasileira. Na TV, sua marcante voz embalou a vida de diversos personagens de novelas inesquecíveis... Minha entrevistada de hoje é a querida, talentosa e magistral cantora SANDRA DE SÁ.

“A gente sempre brincava que eu era a Tim Maia de saias e ele o Sandra de Sá de calças (risos)”.

(Sandra de Sá)

Jéfferson Balbino: O que te motivou a seguir a carreira de cantora?

Sandra de Sá: Sabe que eu não sei... Eu queria ser psicóloga e pensava nisso o tempo inteiro, mas como vivi no meio de musica, pois minha família era muito musical eu acabei adquirindo esse gosto.

Jéfferson Balbino: Ultimamente, você vem ganhando muito destaque nos programas da TV Globo, inclusive você fez uma belíssima participação no especial dos 50 anos da emissora. Como é a sua relação com a casa?

Sandra de Sá: A gente sempre tem D.R. (risos)... Acho que todo mundo vê a TV Globo de uma maneira especial e, é muito legal fazer parte da história dessa emissora. A TV Globo pode ser paraíso e inferno, delícia e pecado, mas está aí fazendo história o tempo todo.

Jéfferson Balbino: Você teve várias músicas em trilhas sonoras de novelas da TV Globo. Com é você ouvir sua voz embalar a vida dos personagens de novelas de grande sucesso?

Sandra de Sá: É bom demais ‘bicho’, é muito legal, é sempre muito bom (risos).

Jéfferson Balbino: E qual das suas musicas que você mais gostou ao saber que virou tema de novela?

Sandra de Sá: Ah cara teve muitas, às vezes, eu entro na internet e me deparo com algum vídeo de uma novela e me surpreendo ao lembrar que foi tema daquela novela e isso me traz muitas recordações e muitas lembranças, pois cada música foi um momento meu, né?!

Jéfferson Balbino: E qual música sua poderia ser classificada como uma ‘obra-prima’?

Sandra de Sá: Acho que tudo depende do meu atual estado de espírito, pois tem dias que eu acordo preferindo uma, no outro dia acordo preferindo outra, enfim várias pessoas podem me perguntar isso e eu posso dar várias respostas diferentes.

Jéfferson Balbino: E teve alguma música sua que não fez muito sucesso, mas que pra você tem um sentido todo especial?

Sandra de Sá: Sim, tiveram várias. Tanto que foi por isso que eu resolvi fazer o LP “Lado B” que só tem músicas que eu acho incríveis e que não foram tão tocadas nas rádios.

Jéfferson Balbino: E como é ser considerada um Tim Maia de saias?

Sandra de Sá: É um orgulho pra mim, Jéfferson. A gente sempre brincava que eu era a Tim Maia de saias e ele o Sandra de Sá de calças (risos).

Jéfferson Balbino: Além de cantora você é também uma exímia compositora, inclusive o eterno Cazuza fazia questão de dizer que você era a Billie Holliday brasileira, devido suas letras de forte conscientização social. Acredita que é função do artista despertar o lado social através de sua obra?

Sandra de Sá: Sim – e muito. Eu acho que é um respeito com o seu público. E cada um tem e pode dar uma informação. É uma forma nossa de cooperar com o social, é papo de diversão e reflexão (risos).

Jéfferson Balbino: E quais são seus maiores ídolos na música brasileira?

Sandra de Sá: Ah Jéfferson eu tenho um monte de ídolos: [Maria] Bethânia, Erasmo Carlos, Elis Regina, Dalva de Oliveira, Augustinho dos Santos e tantos outros...

Jéfferson Balbino: E algum desses que você citou tem alguma música que você gostaria de regravar?

Sandra de Sá: Eu ia ter que fazer um livro grande para te responder, pois tem muita coisa que eu tenho vontade cantar, afinal a nossa música é muito rica, é a melhor do mundo.

Jéfferson Balbino: Você é mãe do ator Jorge de Sá. Foi você que o motivou a seguir a carreira artística?

Sandra de Sá: Não... Até porque se eu fosse motivar ele a ser alguma coisa eu iria motivá-lo a ser cantor (risos), apesar que ele toca bateria e muito bem. E ele também é atleta, está no meio dos esportes, é comentarista de basquete do SporTV, é meu empresário também, tem um restaurante também (risos)... Então ele faz de tudo um pouco!

Jéfferson Balbino: E você é uma cantora que assiste novela? Quais as melhores novelas que já assistiu?

Sandra de Sá: Sim, adoro assistir novela, assisti muitas novelas legais. Adorei rever “Vale Tudo” no Canal Viva.

Jéfferson Balbino: Querida, amei entrevistar você aqui “No Mundo dos Famosos”, foi uma honra! Beijos e sucesso sempre...

 

Sandra de Sá: Eu que adorei, beijo!



Escrito por No Mundo dos Famosos às 17h41
[] [envie esta mensagem
] []





COMPARAÇÃO por Rômulo Diniz

 

Babilônia X O Dono do Mundo

 

Não é de hoje que o brasileiro tem o hábito de torcer para uma novela e seus personagens, mas também vimos casos de tramas rejeitadas pelo público. Por isso hoje o nosso comparativo será diferente, iremos comparar as tramas de “Babilônia” e “O Dono do Mundo” ambas de autoria de Gilberto Braga.

Em 1991, Gilberto Braga levava ao público a sua segunda obra da trilogia sobre corrupção e valores éticos, que havia começado com o fenômeno “Vale Tudo”, trazendo uma narrativa ácida, e em “Babilônia”, exibida atualmente  vimos o mesmo estilo do autor, crítico e elegante, cair em amargura, vamos analisar as duas obras.

“O Dono do Mundo” era uma trama cercada de expectativas por conta do estrondoso sucesso que foi “Vale Tudo”, a novela tinha um elenco de primeira com nomes consagrados como: Antônio Fagundes, Malu Mader, Glória Pires, Fernanda Montenegro, Nathália Timberg entre outros monstros sagrados, além da rara presença de Odete Lara, atriz consagrada do cinema e de Daniella Perez, que infelizmente  foi brutalmente assassinada em 1992, ou seja, uma produção caprichada e com uma direção forte, mas a história que girava em torno da aposta do doutor Felipe Barreto em levar para a cama a noiva de seu funcionário desagradou o público forçando o autor a fazer mudanças drásticas na história original.

O mesmo caso se repete em “Babilônia”, onde temos o mesmo aparato e qualidade no quesito produção e elenco, e novamente o autor sofre com a rejeição do público na história de três mulheres ligadas em sentimentos variados de ambição, Inês é a invejosa e rancorosa e Beatriz é a sofisticada e voraz em poder e sexo ambas com personalidades opostas a de Regina que é a mais correta das três, ou seja, diferentes tipos de ambições e as três unidas por um assassinato, Beatriz matou o pai de Regina e Inês descobre e passa a chantagear e se alia à amiga de infância.


O elenco é composto por Glória Pires, Nathália Timberg, Fernanda Montenegro que estavam em “O Dono do Mundo”, junto com Camila Pitanga,Thiago Fragoso,Adriana Esteves, Marcos Palmeira, Arlete Salles além da estreia de Laila Garim e Luísa Arraes nas novelas.

As duas tramas tinham temas como infidelidade, corrupção, ambição entre outros temas, em “O Dono do Mundo” tinha a falta de ética na medicina enquanto que em “Babilônia” o preconceito aos gays é mostrado, e não só gays, lésbicas também são retratadas na atual trama da Globo.

A direção é a mesma do experiente Dênnis Carvalho e a presença de Ricardo Linhares nas duas tramas, na mais antiga como colaborador e na atual como com autor.

Se Glória Pires interpreta Beatriz Rangel que é uma vilã sem escrúpulos e ambiciosa ao extremo em “Babilônia” na trama de “O Dono do Mundo” ela fazia a honesta e elegante Stella Maciel Barreto, o mesmo vale para Fernanda Montenegro e Nathália Timberg, como as inimigas Olga Portela e Constância Eugênia no passado e no presente elas interpretam o casal Teresa e Estela.

As épocas são diferentes e as histórias também, mas o estilo ácido e realista junto com a elegância e sofisticação no texto estão lá no que chamam de grife do autor, mas no caso das duas tramas, a mais antiga sofreu, porém, se recuperou em audiência ao contrário da novela atual que é tida como um fracasso eminente.

O fantasma da rejeição assombrou novamente Gilberto e futuramente como será?

 

Espero que tenham gostado da análise e até semana que vem!



Escrito por No Mundo dos Famosos às 16h27
[] [envie esta mensagem
] []





TV Tudo por Jean Marcos Rivelles

TOMARA QUE CAIA... DA GRADE DE PROGRAMAÇÃO!

Resultado de imagem para tomara que saia logo do ar

 

Recentemente, fiz um post no TV Tudo relatando a falta de sucesso dos seriados que já foram sinônimo de grandes sucessos na Globo, cuja decadência é vista década a década. E exatamente aos domingos se viu a situação mais grave. Com saudades dos sucessos de crítica e público dos programas dominicais, como "Os Trapalhões", "Sai de Baixo" e "Sob Nova Direção", a emissora já tentou outras empreitadas, entre séries e reality shows, sem êxito algum. Nos últimos dois anos tivemos o "Superstar", programa para escolher em público a melhor banda nova a surgir no mercado publicitário. Duas temporadas com alguma repercussão, mas que não deve ter mais vida pela frente. E em sua sequência, estrearia o "Tomara que Caia", do qual classifiquei como um seriado de humor. ERRRRRRROU!

É um programa de humor, mas não um seriado. Tem na interatividade do público o mote para atrair audiência, tal qual o Superstar. Tem em mãos o interessante formato de improvisos humorísticos, segmento que faz sucesso estrondoso atualmente nas casas de shows, com os chamados stand up. Na TV, lembramos claramente de programas como "É Tudo Improviso", da Band, e "Quinta Categoria", da finada MTV. Esse último em especial, pois de lá saíram nomes como Tatá Werneck e Paulinho Serra, hoje no casting global.

E no novo programa, lançado em 19 de julho, são dois times de quatro atores, protagonizando, em cada domingo, episódios diferentes do cotidiano, com a plateia interferindo na história contada. Vimos de tudo. Menos humor. É um "Divertics" ao vivo, só que piorado!

Falando em "Divertics" (programa exibido com enorme fracasso no verão de 2014, nas tardes de domingo), de lá tem um remanescente. Nando Cunha, bom ator que é, não manja nada no improviso. Força a barra.

Agora sim falo dos bons destaques de "Tomara que Caia", que são Fabiana Karla, Heloísa Perissé e Eri Johnson, que pintam e bordam (né Eri?) sempre quando o assunto é humor. Mesmo que não são mestres de improvisos, eles mandam muito bem nas interpretações, a qualquer programa, a qualquer situação. De negativo, temos Dani Valente (desconheço). Marcelo Serrado parece ainda sentir saudades dos tempos de Crô, da novela "Fina Estampa" (até virou filme). Ricardo Tozzi não é ator para humor nenhum. E o que dizer de Priscila Fantin. Boa atriz, sim, mas que ser inteligente disse que ela é humorista? (não quis ofender)

Não posso esquecer de citar que o grupo Barbixas (um dos pioneiros do stand up, de grande sucesso) participa APENAS para abrir o programa, chamando os oito integrantes do elenco dirigido por Boninho (sempre ele). E depois, nada.

Nos quatro domingos, teve convidados especiais, onde muitos se destacaram mais que o próprio elenco oficial. A cantora Anitta, os atores Ernani Moraes e André Gonçalves. Mas ninguém fez a zoeira sem limites melhor que o cantor brega Falcão, sem dúvida nenhuma.... e ele era um DEFUNTO. Parei!

Não parei não, só quero encerrar minha crítica para dizer que tudo que falei foi mais divertido que "Tomara que Saia"...... ops! Caia! Até a NET zombou de forma impiedosa, onde na sua grade de programação, o logotipo oficial foi trocado por esse que aparece acima desse texto. Zeraram a vida!

 

Sugestões? Nem faço porque em parte já fui atendido, "Tomara que Caia" já teve seu tempo reduzido do primeiro para os programas seguintes. A estreia até foi boa, marcou 13 pontos. Depois, em todos os seguintes, sempre deu só 9 pontos, amargando até a terceira posição. Nesse último domingo, conseguiu dar menos que o Globo Rural.

O que era para render bom humor, rendeu tristeza. Não há sugestões que eu possa fazer de maneira criativa, a não ser fazer trocadilhos engraçados. Tomara que caia mesmo da grade da Globo, para não mais voltar!

PERGUNTA: Quantos episódios mais vai durar? Terá vida longa ou acabará logo? Dê seu palpite, que será mais engraçado que o programa. Inté!

 

 



Escrito por No Mundo dos Famosos às 15h54
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]