Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




ARQUIVO - NO MUNDO DOS FAMOSOS
 


Entrevista Especial com SUSANA VIEIRA

 

Nesse Natal, o “No Mundo dos Famosos” traz de presente pra você uma “Entrevista Especial” com uma das maiores e melhores atrizes que esse país já conheceu. Ela já deu vida a personagens inesquecíveis que marcaram o imaginário popular brasileiro como a babá Nice em “Anjo Mau”, a Marina Stein em “A Sucessora”, a Gilda de “O Salvador da Pátria”, a Rubra Rosa de “Fera Ferida”, a Clarita de “Mulheres de Areia”, a grande vilã Branca Letícia de Barros Motta de “Por Amor”, a Lorena de “Mulheres Apaixonadas” e a grande heroína Maria do Carmo de “Senhora do Destino”. Ela é dona de um imensurável talento e possuidora de um carisma ímpar e, por isso causa muito alvoroço por onde passa... Com muito prazer e absoluta honra que eu entrevisto hoje a querida, belíssima e talentosa atriz SUSANA VIEIRA.

“Jéfferson, eu dei a minha vida à televisão brasileira e foi essa a minha função, a função que Deus me deu”.

(Susana Vieira)

Jéfferson Balbino: Começa nos contando como está sendo dar vida à Adisabeba na novela “A Regra do Jogo”... E como você definiria essa personagem?

Susana Vieira: Está sendo uma delícia, afinal ela é bem diferente de mim. Ela é uma mulher muito divertida, não tem papas na língua e leva a vida de um jeito muito independente. É muito bom fazer essa novela!

Jéfferson Balbino: Você é uma atriz que desperta jovialidade. Qual o segredo pra manter essa beleza impressionante?

Susana Vieira: Obrigada querido... Eu não tenho cara e nem corpo de alguém com 73 anos, Eu não sei quantos anos eu tenho e não faço a menor questão de saber. Eu nem falo que idade eu acho que pareço ter, pois eu tenho é vida, vitalidade, amor e energia, o resto é babaquice...

Jéfferson Balbino: E você se sente incomodada quando alguém frisa a idade que você possui?

Susana Vieira: No Brasil as pessoas gostam de frisar que você é velha e isso é coisa de gente invejosa.

Jéfferson Balbino: Qual você considera ser sua maior obra-prima, a Branca Letícia de Barros Motta, de “Por Amor” ou a Maria do Carmo de “Senhora do Destino”?

 

Susana Vieira: Eu não sei...  Tanto a Branca como a Maria do Carmo me deram muito prazer, mas também tem a Marina Stein de “A Sucessora” e ainda tem a Nice de “Anjo Mau” (risos), ou seja, sou uma atriz repleta de boas personagens...



Escrito por No Mundo dos Famosos às 14h47
[] [envie esta mensagem
] []





Entrevista Especial com SUSANA VIEIRA

 

Jéfferson Balbino: Você sempre demonstrou ter muito carinho por sua protagonista na novela “A Sucessora”. O que esse trabalho representa na sua carreira?

Susana Vieira: Se eu não tivesse feito essa novela não seria a grande atriz que sou hoje. “A Sucessora” foi mais que uma novela pra mim, pois era uma escola. Eu estudava a noite inteira o texto do Manoel Carlos que era um texto muito difícil, porém, era muito prazeroso.

Jéfferson Balbino: E você é uma atriz que prefere dar vida às vilãs ou às heroínas?

Susana Vieira: Nunca me importei se a personagem é vilã ou mocinha o que me interessa é se é uma personagem boa.

Jéfferson Balbino: Um dos momentos antológicos de sua carreira foi à morte da Nice em “Anjo Mau”. Na época, como foi o impacto desse seu marcante trabalho?

Susana Vieira: Realmente foi antológica essa cena, lembro que foi um silêncio total no Brasil inteiro quando a Nice morreu até porque não era normal ver protagonista morrendo no último capítulo de uma novela que nem era uma novela espirita.

Jéfferson Balbino: E foi triste pra intérprete ver sua criação morrendo?

Susana Vieira: Claro que foi. E te digo mais a Nice morreu devido a tradicional família mineira que mandava e desmandava no Brasil daquela época não aceitar o fato de uma empregada se casar com o patrão e isso só mudou no remake que a Glória Pires fez, a Nice dela teve a sorte que a minha Nice não teve.

Jéfferson Balbino: Qual é o seu maior desejo para o Ano Novo, para 2016?

Susana Vieira: Eu quero continuar trabalhando pro resto da minha vida...

Jéfferson Balbino: O que você acredita ter sido a sua maior contribuição para a história da teledramaturgia brasileira?

Susana Vieira: À minha vida... Eu dei a minha vida pra televisão brasileira. Estou na televisão brasileira há 45 anos pela Globo, aliás, isso é muito pichado pela Imprensa, mas eu realmente tenho 45 anos de TV Globo e repito: Eu tenho 45 anos de TV Globo e isso é uma glória, pois estou numa empresa competitiva, de rápido movimento, de gente que entra e sai, de talentos que não são aproveitados, de gente pouco talentosa, enfim eu encho a boca pra falar que tenho sim 45 anos de TV Globo e 10 anos de Tupi, Excelsior e Record. Então, Jéfferson, eu dei a minha vida à televisão brasileira e foi essa a minha função, a função que Deus me deu.

Jéfferson Balbino: Essa pressão que a mídia faz em torno de você lhe desagrada?

Susana Vieira: Jéfferson, até a década de 1990 não existia esse sufoco que há hoje em relação da mídia com os famosos. A gente era feliz e não sabia...

Jéfferson Balbino: Você é uma atriz que gosta de contracenar com essa nova geração de atores?

Susana Vieira: Só se forem talentosos, pois a coisa mais triste que tem é você chegar com seu texto decorado e a outra pessoa não ter o dela decorado.

Jéfferson Balbino: Querida adorei entrevistar você. Foi uma honra gigantesca ter você aqui “No Mundo dos Famosos”. Todo o sucesso do mundo pra você, um grande beijo, um Feliz Natal e um Ótimo Ano Novo!

 

Susana Vieira: Obrigada você querido, beijo pra todos!



Escrito por No Mundo dos Famosos às 14h45
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]