Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




ARQUIVO - NO MUNDO DOS FAMOSOS
 


Entrevista Especial com CAMILA RODRIGUES

(Crédito: Faya)

 

A “Entrevista Especial” de hoje é com uma das grandes protagonistas da novela “Os Dez Mandamentos”, o grande sucesso da Rede Record. Ela foi modelo, gravou inúmeros comerciais, estreou como atriz numa novela das oito da TV Globo e de lá pra cá vem construindo uma sólida carreira e acumulando grandes sucessos. E, em breve estrelará “Sem Volta”, a nova série da emissora de Edir Macedo. A entrevistada do “No Mundo dos Famosos” é a brilhante atriz CAMILA RODRIGUES.

“O mais prazeroso é você se expressar sendo todas as pessoas numa só”...

(Camila Rodrigues)

Jéfferson Balbino: Camila, como surgiu seu interesse pela carreira artística?

Camila Rodrigues: Desde pequena, ficava vendo uma cena e corrigia pra frente do espelho para repetir, mais tarde, quando estava modelando, comecei a fazer cursos de TV pra ficar mais solta nos testes de comercial, aí me apaixonei e não parei, fui fazer teatro!

Jéfferson Balbino: Sua estreia na teledramaturgia ocorreu na novela “América”. Como foi estrear logo numa novela das oito da Globo?

Camila Rodrigues: Uma loucura maravilhosa, pois sempre quis fazer novela, e no horário nobre? Foi intenso, tenso e muito bom.

Jéfferson Balbino: A maioria de seus trabalhos na televisão foi em produções de época.  Qual é o maior desafio para o ator em viver uma personagem de época?

Camila Rodrigues: A questão não é ser de época, mas sim o personagem. Se ele se aproxima de você e se naquele momento de sua vida você está ou não querendo se expressar como o personagem.

Jéfferson Balbino: Que lembranças você têm da Ciça – sua personagem na minissérie “Amazônia – De Galvez a Chico Mendes”?

Camila Rodrigues: “Amazônia” foi tão incrível de fazer não só pelo caminho da personagem, mas por contracenar com atores que amo como: Caio Blat e João [Miguel] entre outros.

Jéfferson Balbino: E o que você destacaria do seu trabalho na novela “Desejo Proibido”?

Camila Rodrigues: Uma deliciosa ingenuidade... Fiz grandes amigos com esse trabalho.

Jéfferson Balbino: O que é mais e menos prazeroso em sua profissão?

Camila Rodrigues: O mais prazeroso é você se expressar sendo todas as pessoas numa só; e o menos prazeroso é a exposição.

Jéfferson Balbino: No Teatro, qual foi o espetáculo que mais lhe deu prazer em fazer?

Camila Rodrigues: “Pequeno Dicionário Amoroso”, “Chapeuzinho Vermelho” e o “Valor de um Sorriso”.

Jéfferson Balbino: Na Record, você atuou em “Rei Davi”, “José do Egito”, “Tá Tudo em Casa”, “Plano Alto” e “Os Dez Mandamentos”. O que esses trabalhos representam na sua carreira?

Camila Rodrigues: Cada um teve seu valor individual...

Jéfferson Balbino: Como você define o sucesso da novela “Os Dez Mandamentos”?

Camila Rodrigues: Foi um grande trabalho, falo que a minha vida e carreira se define em antes e depois da novela “Os Dez Mandamentos”, pois gerou aprendizado e superação.

Jéfferson Balbino: Foi noticiado na Imprensa que alguns atores deixaram a Record com medo de só fazerem personagens bíblicos e ficarem rotulados. O que você pensa sobre esse assunto? A possibilidade de só fazer personagens bíblicos te assusta?

Camila Rodrigues: Não. Porque não fazemos na Record apenas personagens de época...

Jéfferson Balbino: Você fez parte do filme “Os Dez Mandamentos” que foi uma mega sucesso de bilheteria. Como foi o processo de composição da Nefertari?

Camila Rodrigues: Foi bem natural, pois a Nefertari já é, ou seja, não precisa tentar ser. E o texto deixava bem claro os caminhos e anseios dela.

Jéfferson Balbino: Embora você já tenha feito um filme antes, como foi ver a transposição da novela “Os Dez Mandamentos” para o formato de longa-metragem?

Camila Rodrigues: Foi muito bom!

Jéfferson Balbino: E que tipo de personagem você sonha em interpretar?

Camila Rodrigues: Não sei...

Jéfferson Balbino: Você está no elenco de “Sem Volta”, a nova série da Record. O que você pode nos adiantar sobre esse novo trabalho?

Camila Rodrigues: Fantástico! Estou completamente apaixonada, pois é uma série de ação que vai deixar todos sem fôlego.

Jéfferson Balbino: Você é uma atriz que gosta de assistir novelas? Quais foram às melhores que já assistiu?

Camila Rodrigues: Já assisti muito, mas hoje em dia não vejo tanto.

Jéfferson Balbino: Querida, super obrigado por conceder essa entrevista ao “No Mundo dos Famosos”. Um beijo e muito mais sucesso!

 

Camila Rodrigues: Obrigada!



Escrito por No Mundo dos Famosos às 18h19
[] [envie esta mensagem
] []





TV TUDO

E O OSCAR VAI PARA... GLÓRIA PIRES!

 

 

Bacana, assim foi o Oscar de 2016. A premiação máxima da academia de cinema aconteceu no último domingo, rodeada de grandes estrelas de Hollywood, entre novos e veteranos artistas. Como todos os anos, não faltou beleza e vestimentas extravagantes passando pelo lendário Tapete Vermelho, no salão de festas de Los Angeles.

Na noite das premiações, o maior destaque ficou para o fim da "virgindade" do sempre refinado Leonardo DiCaprio. Depois de tantas vezes bater na trave, mesmo no histórico filme "Titanic" de 1998, finalmente o loiro faturou a estatueta de melhor ator, por "O Regresso". Não foi por menos, o protagonista deste filme lutou barbaridades para sobreviver (se bobeasse, o urso feroz com quem lutou podia ter ganho!) e se vingar de quem o abandonou numa jornada dolorosa. O filmão faturou também como melhor direção, mas nem foi o grande vencedor da noite.

A retomada da trilogia "Mad Max" ganhou seis estatuetas, todas de caráter tecnológico, e cumpriu seu dever de voltar às origens com prêmios e grandioso sucesso. Já o prêmio máximo, de melhor filme, surpresa ou não foi para "Spotlight", que descrevia a história de um grande furo jornalístico que descobrira um grande escândalo sexual envolvendo padres de uma igreja católica.

Teve Brasil representado no Oscar, mas para variar, não foi dessa vez. A ótima animação "O Menino e o Mundo", de Alê Abreu, foi derrotada pelo ainda melhor e favoritíssimo "Divertida Mente", da gigante Pixar. Ainda a pensar que o Chile faturou o primeiro Oscar da história, em curta de animação.

Prêmios relatados, selfies e noite marcante discutidos, é hora de falar da cobertura brasileira do Oscar. Ou melhor, "descobertura" da Globo, só para variar. Mas nem é por maldade da emissora nem nada, afinal, é ela quem escolhe começar a transmissão depois do evento já iniciado. E principalmente pelos comentaristas escolhidos, excetuando-se o jornalista Arthur Xexéo, um cinéfilo de respeito. Só não é de mais respeito que Rubens Ewald Filho, sempre presente na cobertura da TNT, na TV à cabo. E, sobretudo, sentimos a saudade de José Wilker, um mito das críticas cinematográficas, presentes em todas as transmissões globais até a sua morte, em 2014.

Depois que Wilker se foi, no ano passado Lázaro Ramos foi o convidado para debater na transmissão com Xexéo e a apresentadora Maria Beltrão.

E esse ano... coube à GLÓRIA PIRES para comentar o melhor da premiação. Caso à parte, O PIOR. Completamente desentrosada, ela acabou virando a grande atração do Oscar pelo Brasil, gerando uma enxurrada de memes e muitas brincadeiras, na zoeira internet brasileira. Ela, claro, adorou, mas deixou claro que assistiu a vários dos filmes indicados para comentar na noite de domingo. Será que assistiu mesmo? Excelente...

 

Bacana, deslumbrante, Glória resumiu em poucas palavras suas opiniões para cada vencedor da noite. Em especial, no anúncio da vitória de "Divertida Mente", perguntada se curtiu o filme, Glória tratou de ser sincera: "não assisti". Daí se mostrou sua falta de conhecimento na noite em questão. Não por menos, causou diversão na transmissão... e ô cara de desânimo... :(

Em outras categorias, pouco descreveu seu gosto pelos filmes em questão... não era capaz de opinar. Brincou de comentar, sem dúvidas. NÃO ESTAVA DISPOSTA. ARRASOU!

E assim Glória escreveu seu nome no Oscar 2016, indiretamente no sucesso, que doçura. Fique bem claro a todos, NÃO estou criticando sua atuação (sinceramente um vexame), apenas comentários divertidos sobre seus comentários "contundentes". Se vier para o Oscar 2017, será muito bem-vinda, do mesmo jeito. E preparem mais memes!

E José Wilker, volte a descansar em paz, mas que faz falta como cinéfilo, ah como faz...

Na próxima semana, farei um texto comemorativo de 1 ano de TV Tudo, oba!!! Celebro o aniversário rememorando o que opinei, comentei, critiquei, elogiei ao longo dessa maravilhosa parceria com “No Mundo dos Famosos”. Fiquem ligados!

 

 



Escrito por No Mundo dos Famosos às 22h11
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]